Mostra de Documentários sobre o Rio Doce será realizada em Regência

18/11

post-facebook_l-doc-regencia

O CBH-Barra Seca e Foz do Rio Doce, em parceria com o Projeto Tamar, Interferências Filmes e Projetos e a Associação dos Moradores de Regência, selecionou documentários, reportagens e web-documentários para exibição na primeira edição do DOC Regência – mostra de documentários sobre o Rio Doce. O evento é aberto ao público e será realizado entre os dias 20 e 27 de novembro, em Regência/ES.

O objetivo é promover a reflexão e fortalecer o sentimento de pertencimento em relação ao Rio Doce, por meio de registros audiovisuais produzidos em diferentes momentos da história da região, nos aspectos históricos, ambientais, culturais e sociais, levantando o debate sobre a situação do manancial; além de promover o turismo e a cultura da região da Foz do Rio Doce, altamente impactada pela contaminação provocada pelos rejeitos de minério resultantes do rompimento da barragem de Fundão, em Mariana/MG.

Serão exibidas 28 obras (curtas-metragens) de estados diferentes, entre eles Espírito Santo e Minas Gerais, além de um filme francês. Desse total, 18 obras foram selecionadas através de inscrição e outras 12 foram convidadas a participar, abrindo o evento para uma discussão mais ampla sobre a questão das águas e das unidades de conservação no estado.

Haverá debates sobre diversos temas, no decorrer do evento, sempre após a exibição dos filmes. Serão convidados para compor a mesa dos debates: um representante da empresa, um da comunidade, um da sociedade civil organizada, além dos realizadores das obras exibidas naquela sessão.

Na noite de abertura do evento, dia 20 de novembro (domingo), acontecerá uma visita guiada pelo Museu de Regência, apresentando a memória do Rio Doce. A exposição de desenhos “Caboclo Bernardo, o herói do Mar”, do artista Marcelo Alves, será inaugurada na noite do dia 20.

Também acontecerá uma oficina de fotografia e vídeo ambiental, ministrada pelo Instituto Últimos Refúgios, voltada para a comunidade e visitantes.

Confira a programação do I DOC REGÊNCIA

Dia 20 – domingo

18h – Museu de Regência

Abertura do evento e da exposição de desenhos “Caboclo Bernardo,  Herói do Mar” – de Marcelo Alves + visita guiada pela exposição permanente do Museu de Regência

19h – Visita área externa do Museu de Regência

Exibição das obras EXPEDIÇÃO RIO DOCE – de Vitor Augusto de Oliveira (MG) +  DESCIDA ECOLÓGICA DO RIO DOCE  1993 – de Marcos Valério Guimarães – Instituto EcoBacia (ES) + CINE JORNAL RIO DOCE 1951 – de Júlio César Monjardim (ES) + ASSIM CAMINHA REGÊNCIA – de Ricardo Sá (ES)

Dia 21 – segunda

19h  – Auditório do projeto Tamar

Exibição das obras  VALE DO RIO DE LAMA,  NO RASTRO DA DESTRUIÇÃO – de Silvio Henrique Barbosa (SP) +  REGÊNCIA: AS ÚLTIMAS HORAS ANTES DA LAMA –  de Leonardo Merçon (ES) +  ÚLTIMOS DIAS EM REGÊNCIA – de  Daniela Zanetti ( ES) +  MATARAN  AL RIO DOCE –  de Leonardo Fernandes – TeleSUR (MG)+  DOCE SENHORA DO RIO – de Ramon Luz (ES)

20h –  Auditório do projeto Tamar

Debate “Desenvolvimento e Segurança do Patrimônio Socioambiental”

 

Dia 22 – terça –feira

19h – auditório do projeto Tamar

Exibição do filme A LEI DA ÁGUA –  André D´Elia (SP)

Roda de conversa sobre o tema

Dia 23 – quarta-feira

19h – Auditório do Projeto Tamar

Exibição de HOME  (MEU PLANETA, MINHA CASA) – documentário   de  Yann Arthus-Bertrand + EXPEDIÇÃO ÁLVARO AGUIRRE –  reportagem de Carla Osório – TV Assembléia (ES)

21h – roda de conversa sobre o tema

Dia 24 – quinta-feira

19h – Auditório do Projeto Tamar

Exibição das obras RIO CAPIBARIBE – de Canario Caliari, Daniel Castelo Branco e Lucas Ramalho – Instituto Boa Vista (PE) + HISTÓRIA DE FOTÓGRAFO –  de Ilka Westermeyer – Instituto Últimos Refúgios (ES) + ÚLTIMOS REFÚGIOS – RESERVA BIOLÓGICA DE DUAS BOCAS – de Alexandre Barcelos (ES) + ÚLTIMOS REFÚGIOS: TONINHO MATEIRO – de Reinaldo Guedes (ES)

20h30 – Roda de conversa com os realizadores dos filmes

Dia 25 – sexta feira

14h –  Auditório do Projeto Tamar

Oficina “Técnicas e Narrativas Visuais para fotografia e vídeo ambiental” – com Leonardo Merçon e Ilka Westermeyer (Instituto Últimos Refúgios)

17h – Auditório do Projeto Tamar

Exibição das obras 16 DIAS – O CAMINHO DA LAMA NO RIO DOCE – de Bruno Faustino –  TV Educativa (ES) + VOZES DO RIO DOCE – de Ilka Westermeyer – Instituto Últimos Refúgios (ES) + NA BEIRA DO RIO DOCE – de Lori Regattieri (ES) + UNIVERSIDADE E SOCIEDADE SE MOBILIZAM PELA TRAGÉDIA AMBIENTAL EM MARIANA – de Ana Paula Vieira – TV Ufes (ES) + RIO DOCE, RIO DOS SONHOS – Sonya Beutelmann (ES) + COMUNIDADE EM CENA – CARAVANA DA BACIA DO RIO DOCE – de Daniela Araújo (RJ)

19h – Auditório do Projeto Tamar

 Debate “Recuperação e Mitigação dos efeitos da Lama no Rio Doce e no mar”

20h – Casa do Congo de Regência

Concentração para Fincada de Mastro

Dia 26 – sábado

Das 6 ás 13 h – Auditório do Projeto Tamar + locações externas

Oficina “Técnicas e Narrativas Visuais para fotografia e vídeo ambiental” – com Leonardo Merçon e Ilka Westermeyer (Instituto Últimos Refúgios)

15h – Auditório do projeto TAMAR

Homenagem aos ambientalistas Detinha Ale Son e André Ruschi

Exibição das obras PRESERVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO NA FOZ DO RIO DOCE – realização Projeto Tamar + UNIDADES DE CONSERVAÇÃO FOZ DO RIO DOCE – realização: Instituto IPEMA

16h – Debate:  o desafio da preservação na planície costeira do Rio Doce

17h –  Casa do Congo

Fincada do Mastro de São Benedito e Santa Catarina com a Banda de Congo “São Benedito de Regência e Banda de Congo Mirim “Escola Vila Regência”

20h – Museu de Regência

Lançamento do curta LENDAS DE REGÊNCIA AUGUSTA – produzido pelos alunos da Escola Vila Regência e Cia de Arte Regência Augusta + homenagem a Dona Ilda Lourenço

Exibição das obras MAR DE LAMA NUNCA MAIS (promo) – de André D’Elia(MG) + SOL, SAL E LAMA – de João Paulo Izoton (ES) +  TEMPO REGÊNCIA – de Monica Nitz (ES) + DAS ÁGUAS QUE PASSAM – de Diego Zon (ES) +CACIMBA DE MÁGOA –  de Ilka Westermeyer (ES) + A ONDA DA VIDA – de José Augusto Muleta(RJ-ES)

Dia 27 – domingo

9h – Auditório do Projeto Tamar

Exibição das obras A COR LARANJA – de Karina de Abreu e Pedro Cavalcante (RJ) + OS TRABALHADORES DO WATU – de José Lino França Galvão (ES) + BORUM – de Adriana Jacobsen (ES) + PASSOS LENTOS DE UMA VILA –  de Gleyce Nogueira (ES)

10h –  auditório do projeto Tamar

Debate – Memórias do Rio Doce (parceria com o projeto ESCOLA DA TERRA CAPIXABA)

Mediação: Prof. Dra. Gerda M. S. Foerste – PPGE/Ufes

 

© 2016 CBH-Doce - Todos os direitos reservados

Rua Afonso Pena, 2.590 | Centro | Governador Valadares | Telefone: (33) 3212-4350