Situação da foz do Rio Doce é tema de encontro no distrito de Regência/ES

27/07

Reunião extraordinária da Câmara Técnica de Gestão de Eventos Críticos do CBH-Doce também abordará questões ligadas ao acompanhamento do período de estiagem 

Resultado do intenso processo de degradação ao longo da bacia e do severo período de estiagem que assola o país – e agravada por fatores naturais como o depósito de areia trazida pela maré –, a situação da principal foz do Rio Doce, que já não encontra mais o mar, preocupa autoridades e especialistas. Por entender a importância de avaliar tecnicamente a questão, representantes da Câmara Técnica de Gestão de Eventos Críticos (CTGEC) do CBH-Doce, do CBH-Pontões e Lagoas do Rio Doce, CBH-Barra Seca e Foz do Rio Doce e de entidades ligadas ao Rio Doce, se reunirão, no dia 29 de julho, em Regência, distrito de Linhares, para tratar do tema. O acompanhamento do período de estiagem também será abordado no encontro, que será realizado na sede do Projeto Tamar, que fica na rua principal de Regência, a partir das 9 horas. Após o encerramento, os participantes farão uma visita técnica à foz.

CTGEC

A CTGEC, anteriormente denominada Câmara Técnica de Gestão de Cheias da Bacia Hidrográfica do Rio Doce, foi instituída por meio da Deliberação nº 014, de 25 de agosto de 2005. A proposta de alteração do nome foi apresentada durante reunião realizada em agosto de 2012, para contemplar outros eventos recorrentes na bacia, como casos de floração de cianobactérias e estiagem. Entre outras competências, cabe à CTGEC propor diretrizes, planos e programas para monitorar e prevenir os efeitos dos eventos críticos na área da Bacia do Rio Doce; propor e analisar mecanismos de articulação e cooperação entre o poder público, os setores usuários e a sociedade civil, voltados para a minimização dos efeitos da ocorrência de eventos críticos na Bacia do Rio Doce; acompanhar estudos, projetos e ações relacionadas com a ampliação, modernização e integração do Sistema de Alerta de Eventos Críticos – SACE/CPRM e demais sistemas de alerta em operação na Bacia do Rio Doce; propor e analisar diretrizes de disseminação da informação sobre a ocorrência de eventos críticos na bacia hidrográfica do rio Doce, em articulação com as ações desenvolvidas no âmbito da Câmara Técnica de Capacitação, Informação e Mobilização Social – CTCI do CBH-Doce e propor e acompanhar ações a serem implementadas no Plano Integrado de Recursos Hídricos – PIRH. Clique aqui e confira a pauta completa da reunião.

© 2016 CBH-Doce - Todos os direitos reservados

Rua Afonso Pena, 2.590 | Centro | Governador Valadares | Telefone: (33) 3212-4350