Representantes da Fundação O Boticário visitam IBIO-AGB Doce

26/08

Encontro serviu à troca de experiências

 DSC03156

O IBIO-AGB Doce recebeu hoje (26), na sala de reuniões da sede, em Governador Valadares, dois representantes da Fundação O Boticário para uma reunião destinada a apresentar as ações de conservação realizadas pela instituição em Minas Gerais. Estiveram presentes o Coordenador de Programas e Projetos do IBIO, Fabiano Alves, e o Analista de Programas e Projetos, Eduardo Freitas Costa. Na ocasião foram apresentados os programas desenvolvidos pelo IBIO.

A Fundação O Boticário, instituição sem fins lucrativos, está sediada em Curitiba/PR, e tem como missão promover e realizar ações para a conservação da natureza, apoiando projetos de outras organizações, protegendo áreas naturais próprias, disseminando conhecimento e sensibilizando a sociedade. Atualmente, a instituição promove um levantamento das ações de conservação desenvolvidas em todas as regiões do Estado, entre as quais a Bacia do Rio Doce.

Segundo Alves, ao agendar a visita eles também manifestaram interesse em conhecer de perto a atuação do IBIO na bacia do Doce. “Apresentamos detalhadamente o Programa Produtor de Água (P24), que contempla o pagamento pelos serviços ambientais (PSA), considerando que o Boticário possui uma ampla atuação nesta área,”, informa.  Os representantes da Fundação O Boticário, por sua vez, também detalharam iniciativas semelhantes de que participam.  “Foi uma troca de informações e experiências com vistas à uma futura parceria”, acrescenta.

Entenda o P24

O Programa Produtor de Água tem como objetivo a recuperação de áreas estratégicas, de forma a refletir na melhoria da qualidade ambiental da bacia. Após o levantamento de áreas potenciais  para a implantação do programa, um diagnóstico socioambiental é elaborado e a valoração econômica para serviços ambientais é calculada. Em seguida, projetos específicos para as unidades rurais atendidas pelo programa são criados. Através da celebração de um contrato, os produtores rurais se comprometem, então, a investir em ações que resultem no aumento da qualidade e da quantidade de água, conforme apontado no diagnóstico, e são remunerados de acordo com os resultados alcançados em suas propriedades.

© 2016 CBH-Doce - Todos os direitos reservados

Rua Afonso Pena, 2.590 | Centro | Governador Valadares | Telefone: (33) 3212-4350